Secretaria de Saúde registra 11% de aumento nos atendimentos à categoria em 2017

Secretaria de Saúde registra 11% de aumento nos atendimentos à categoria em 2017
segunda-feira, 29/01/2018 - FONTE: Vida Bancária - AUTOR: Armando Duarte Jr

A Secretaria de Saúde do Sindicato de Londrina prestou 319 atendimentos a bancários e bancárias em 2017 que apresentavam algum problema relacionado à saúde física ou psicológica.

 

 BANCO

Atendimentos

% do total

 Itaú

189

59

 Santander

52

16

 Bradesco

52

16

 Banco do Brasil

8

3

 Caixa

5

2

 Demais bancos

13

4

 TOTAL

319

100

Este número representa um crescimento de 11% em relação à procura verificada em 2016, revelando que a forma de organização do trabalho nos bancos vem adoecendo cada vez mais a categoria.

Dos atendimentos prestados, a maioria 58% foi a mulheres bancárias, enquanto os homens somaram 42%.

Segundo Kelly Menegon, secretária de Saúde do Sindicato de Londrina, a CID (Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados com a Saúde LER/Dort (Lesões por Esforços Repetitivos/Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho) responderam por 192 dos casos, seguidas de problemas psíquicos, com 98, e outros tipos de doenças somaram 29 casos.

“Não restam dúvidas de que o enxugamento nos quadros de pessoal nos bancos está afetando, em muito, a saúde da categoria bancária, por estar sendo submetida a uma sobrecarga de serviços cada vez maior, além do aumento das pressões para atingimento de metas cada vez mais inalcançáveis”, avalia.

Como sempre, o Itaú é o campeão em casos de funcionários com problemas de saúde, com 189 atendimentos registrados, o que representou 59% do total (veja no quadro).

Em 2017, a Secretaria de Saúde do Sindicato de Londrina emitiu 11 CATs (Comunicações de Acidente de Trabalho) para bancários e bancárias que tiveram negada a abertura deste documento pelos bancos.

“Embora o número de pessoas que nos procuraram seja alto, acredito que o adoecimento na categoria pode ser ainda maior, porque muitos não buscam orientações do Sindicato e só revelam que estão doentes quando são demitidos”, completa Kelly Menegon.

A Secretaria de Saúde presta atendimento diariamente, bastando agendar horário pelo telefone (43) 3372-8787.

COMPARTILHE